Corpo de namorada de filho de Cabral é enterrado no Rio


Centenas de pessoas acompanharam o sepultamento de Mariana
Foto: Guto Maia/Futura Press
O corpo de Mariana Fernandes Noleto, namorada de um dos filhos do governador Sérgio Cabral, Marco Antônio, foi enterrado às 17h desta segunda-feira no cemitério São João Batista, em Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro. Ela é uma das vítimas da queda de um helicóptero no sul da Bahia, na última sexta-feira. A administração do cemitério estimou que entre 300 e 400 pessoas foram ao local.
O governador foi uma das primeira autoridades a chegar ao cemitério, por volta das 14h30. O vice-governador Luiz Fernando de Souza Pezão, o secretário estadual da Casa, Civil Régis Fichner, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, o secretário municipal da Casa Civil, Pedro Paulo Carvalho, e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Paulo Melo, também foram ao local prestar solidariedade à família.

Mais cedo, Cabral divulgou uma nota em que lamenta a morte de Mariana. No texto, o governador afirma que a jovem "contagiou a todos nós com a sua leveza e alegria", durante os sete anos em que namorou Marco Antônio. Cabral também afirma que toda a sua família está triste com a tragédia e presta os mais profundos sentimentos à família de Mariana.

O governador Sérgio Cabral acompanha seu filho Marco Antônio no
enterro da namorada do jovem Foto: Guto Maia/Futura Press

O corpo de Mariana, o quinto a ser resgatado pelas equipes de busca, foi encontrado no fim da noite de domingo, próximo aos destroços do avião. Dois ocupantes da aeronave permanecem desaparecidos: desaparecidos o empresário Marcelo Matoso de Almeida, que pilotava a aeronave, e Jordana Kfuri, mulher do empreiteiro Fernando Cavendish.
Os outros quatro corpos resgatados já foram sepultados. As vítimas são Fernanda Kfuri (ex-mulher do cantor da banda Biquini Cavadão, Bruno Gouveia); seu filho, Gabriel, 2 anos; Luca Kfuri de Magalhães Lins, 3 anos; e a babá Norma Batista de Assunção.
O acidente
A aeronave, modelo Eurocopter AS 350 B2 Esquilo, deixou Porto Seguro em direção ao condomínio de luxo Jacumã Ocean Resort, em Trancoso, e desapareceu na noite de sexta-feira. No momento do acidente havia uma forte neblina.
De acordo com a Força Aérea Brasileira (FAB), a aeronave decolou de Porto Seguro às 18h41 e tinha previsão de voar por 10 minutos até a Fazenda Jacumã, seu destino final. A última visualização radar da aeronave ocorreu às 18h57, a aproximadamente 23 km, em direção ao mar, do aeródromo de Porto Seguro.
O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, estava no Jacumã Ocean Resort. O empresário Marcelo Almeida, presidente do First Class Group e dono do resort, saiu do condomínio de helicóptero para pegar o grupo de amigos e parentes de Cabral. Entretanto, em Porto Seguro, o filho do governador, Marco Antônio, e o marido de Jordana, Fernando Cavendish, não embarcaram na aeronave por falta de espaço. Seriam realizadas várias viagens para levar todos os convidados.
O piloto do helicóptero não fez qualquer contato com o controle de tráfego aéreo local para informar alguma anormalidade com a aeronave, segundo nota da FAB. A investigação das causas do acidente está a cargo do Segundo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa 2), com sede no Recife (PE).
Tragédia em resort
Em maio de 2009, uma aeronave caiu na pista de pouso do Terravista Condomínio, Resort e Golf, localizado na praia de Trancoso, também em Porto Seguro. O avião, um bimotor modelo King Air B350 que havia decolado da cidade de São Paulo, perdeu altura no pouso e bateu em uma árvore. Quinze pessoas morreram no acidente.
Com informações de O Dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddToAny

Seguidores