Goleiro Bruno presta esclarecimento sobre suposta tentativa de venda de habeas corpus


Goleiro Bruno é levado por policiais de Belo Horizonte
Foto: Fabiano Rocha / 19.07.2010
Com Informações Extra Globo
O ex-goleiro do Flamengo Bruno chegou a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) por volta das 9h30m desta terça-feira. O jogador, que vai a júri popular pelo desaparecimento de Eliza Samúdio, é ouvido por deputados da Comissão de Direitos Humanos sobre denúncias de suposta tentativa de venda de habeas corpus para Bruno.

A denúncia foi feita durante um depoimento de Ingrid Calheiros Oliveira, noiva do goleiro, e que também participa da sessão na ALMG. O primeiro a prestar depoimento nesta terça-feira foi o advogado de Bruno, Cláudio Dalledone Júnior.
Bruno está preso na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, Minas Gerais. Ele é acusado de envolvimento no desaparecimento de Eliza Samúdio, em junho de 2010. A jovem afirmava ter um filho com o jogador. Além do goleiro, outras oito pessoas estariam envolvidas no crime. Em dezembro do ano passado, a mulher de Bruno, Dayanne; a ex-namorada, Fernanda Gomes de Castro; o caseiro do sítio, Elenílson Vítor da Silva; e Wemerson Marques, o Coxinha, foram soltos e respondem em liberdade.
Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão; o primo do jogador, Sérgio Rosa Sales; e o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, estãopresos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddToAny

Seguidores