Com "beijaço", estudantes reivindicam melhorias na educação chilena

Jovens chilenos se beijam durante protesto na Praça das Armas, em
Santiago | Foto: Fernando Nahuel/Efe
Com informações Folha UOL
Da EFE

Com um singular "beijaço" realizado na noite desta quarta-feira em várias cidades chilenas, centenas de estudantes do ensino médio e universitários reivindicaram junto ao governo melhorias na educação pública e o fim do lucro nas universidades.

O anunciado "beijaço" convocou casais a se beijarem durante 1.800 segundos (30 minutos), que é a quantia, em milhões de dólares, necessária para uma educação pública gratuita, assinalaram os próprios estudantes através das redes sociais.
A primeira manifestação aconteceu em frente ao Congresso Nacional, na cidade de Valparaíso, sede do Legislativo, e foi seguida pelo movimento na Praça das Armas, na capital chilena.

A iniciativa foi repetida em outras cidades como Puerto Montt, Valdivia, Concepción, Chillán, Curicó, La Serena, Antofagasta, Iquique e Arica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddToAny

Seguidores