Ex-prefeito de Neópolis é processado pelo MPF/SE

Com informações Cinform

Carlos Roberto Guedes de Souza, que foi prefeito do município de Neópolis, durante o ano de 2008, está sendo processado pelo Ministério Público Federal em Sergipe - MPF/SE - por improbidade administrativa. Na acusação consta a falta da prestação de contas do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação – FNDE -, a respeito de verbas destinadas ao Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar – Pnate.

O inquérito civil público foi instaurado pelo MPF/SE a partir de uma representação feita pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica de Sergipe (Sintese). Durante a investigação, surgiram dúvidas com relação à ausência da devida prestação de contas em relação ao Pnate - 2008. No período, o município recebeu quase R$ 30 mil do FNDE e, atualmente, é tido como inadimplente.

O acusado assumiu a função de prefeito de Neópolis em 2008, mas foi cassado devido a irregularidades em sua campanha eleitoral. Depois disso, os documentos necessários para a prestação de contas desapareceram dos arquivos municipais.

Punição
Com a instauração da acusação de Improbidade Administrativa, prevê-se que Carlos Roberto faça o ressarcimento integral do dano aos cofres públicos e pagamento de multa. Além disso, ele será proibido de contratar com o poder público e terá a suspensão dos direitos políticos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddToAny

Seguidores