LAGARTO | Menina morre e família não sabe a causa

A família insatisfeita com o atendimento médico pretende levar o caso adiante para que outras pessoas não morram.
A morte da pequena Yasmin Conceição, de oito anos, ocorrida no último dia 21, ainda repercute em todo o Estado e deixa a população do município de Lagarto, onde o fato aconteceu, preocupada com o descaso na saúde pública.
Na manhã desta segunda-feira (25) um amigo da família da garota, de pré-nome Marcos, esteve em uma rádios locais relatando o fato e pede explicação médicas e do governo com a falta de atenção com os pacientes e sobre as informações do atestado de óbito sobre a causa morte da menina. De acordo com Marcos, a família levou Yasmin ao Hospital Regional de Lagarto na terça-feira (19) reclamando de dor na garganta, febre e dores no corpo.
Segundo informações do Hospital Regional, a paciente foi medicada e voltou para casa e os pais aconselhados que caso houvesse piora, retornasse ao hospital. "Não realizaram exames da menina e não sabiam o que ela tinha, como medicam e mandam para casa? " questiona Marcos.
Na quinta-feira, 21, a paciente retornou ao hospital em estado considerado grave. Deu entrada no hospital às 8h37, foi atendida às 8h40 e faleceu por volta das 10h da manhã. A diretora do hospital, Drª Cristiane também deu sua versão ao fato. “Quando ela chegou na terça, a principal reclamação foi de tosse e dor de cabeça. Naquele momento ela foi medicada e foi para casa e se houvesse piora orientaram para que a trouxesse ao hospital”, disse a diretora.

Ainda de acordo com a família a menina chegou a vomitar sangue. A família insatisfeita com o atendimento médico pretende levar o caso adiante para que outras pessoas não morram. A população reclama que tem hospial e não tem o atendimento necessário.

Fonte: JC.Net

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddToAny

Seguidores