Mergulhadores acham 110 corpos no barco que afundou no rio Volga

Barcos continuam em busca de
sobreviventes Foto: Reuters
Com informações Folha Uol
Postado por Espaço da Notícia
em 11 de julho de 2011, às 05h10min

Os mergulhadores que participam dos trabalhos de resgate encontraram cerca de 110 corpos --30 deles de crianças-- no interior do barco "Bulgaria", que afundou no domingo (10) com quase 200 pessoas à bordo nas águas do rio Volga, informou hoje o escritório de imprensa do Serviço de Resgate da república autônoma da Udmúrtia.

"Segundo a prospecção preliminar feita por mergulhadores da república da Tartária, no barco há aproximadamente 110 corpos, 30 deles de crianças", afirma em comunicado o Serviço de Resgate citado pela agência Interfax.

Mais cedo, um porta-voz do centro regional de Emergência havia dito que o número de mortos no acidente poderia "se aproximar de pessoas que se encontram desaparecidas" e que eram "poucas as possibilidades de encontrar sobreviventes".

Por enquanto, as autoridades russas confirmaram a morte de seis pessoas que viajavam a bordo do "Bulgaria", um barco fabricado na Tchecoslováquia em 1995.

Segundo o porta-voz de Emergência, equipes de resgate rastreiam ambas as margens do rio e as ilhotas que há na área onde o "Bulgaria" foi a pique na busca de sobreviventes.

As autoridades locais informaram que 50 passageiros, 23 tripulantes e outras seis pessoas que não figuravam na lista de viajantes foram resgatados com vida.

O naufrágio, cujas causas são desconhecidas, aconteceu às 13h58 (horário local, 6h59 de Brasília) do domingo, junto à localidade de Siukeyev, quando o barco realizava uma travessia entre Bolgar e Kazan, na república da Tartária.

De acordo com a Emergência, na região onde o barco afundou a profundidade do grande rio russo supera os 20 metros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddToAny

Seguidores