Morre o jornalista Cleomar Brandi

O guerreiro boemio lutava incansavelmente contra um câncer.

O jornalismo sergipano perdeu na tarde deste domingo (17) o jornalista Cleomar Brandi. O guerreiro boemio lutava incansavelmente contra um câncer. Ele estava internado no Hospital Primavera há mais de três meses. Cleomar foi um exemplo de vida para todos que o conheciam.

O corpo será velado e sepultado no cemitério Colina da Saudade. O sepultamento ocorre nesta segunda-feira, (18). Logo mais, às 20h, os amigos da roda de samba farão uma homenagem ao guerreiro que deixa saudade.
Cleomar Ribeiro Brandi nasceu no dia 18 de janeiro de 1946, na cidade de Ipiaú, Bahia, filho de Waldemar Brandi e Cleonice Ribeiro Brandi. A atuação no jornalismo começou no Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb), quando foi aprovado em um concurso público, em primeiro lugar. Cleomar mudou-se para Aracaju para compor a equipe que colocaria no ar a única emissora de televisão pública do Estado, a TV Aperipê, onde ainda atuava, além de pauteiro do JORNAL DA CIDADE.

Do Cleomar ao longo dos seus anos de vida: “Tive uma vida comum, apenas foi mais difícil. Aprendi o sentido das dores diárias, o alcance, a extensão da crueza que é ter beijado a face enrugada da morte e ter voltado, algumas vezes. Estou no mundo e quero cumprir o que determina meu coração, minha vida e minha Fé. Gosto de perceber o mistério das palavras quando escrevo, quando ouço um blues. Continuarei amando as madrugadas e buscando compreender a humanidade. Sou o que faço. Nada mais”.

Fonte: Jornal da Cidade.Net

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddToAny

Seguidores