Mulher é vítima de abuso sexual dentro de vagão do metrô de SP

Com informações Folha UOL/SP


Uma supervisora de vendas de 26 anos afirma ter sido vítima de violência sexual dentro de um vagão da linha 2-verde do metrô de São Paulo no dia 19 de abril, de acordo com boletim de ocorrência registrado no 78º DP (Jardins).

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, ela seguia no sentido Vila Madalena (zona oeste de SP) quando teria ocorrido a agressão, entre as estações Paraíso e Brigadeiro. O Metrô afirma não ter registrado nenhuma ocorrência contra "a dignidade sexual de usuário" na data.
Ainda segundo a secretaria, o caso ocorreu às 8h20 e o vagão do metrô estava cheio. Um homem se aproximou e a segurou pelo braço. Ele mandou a supervisora ficar quieta, pois caso contrário iria machucar o rosto dela. Em seguida, o homem colocou uma das mãos embaixo da sua saia, rasgou sua calcinha e tocou nas partes genitais.

Um grupo de passageiros percebeu e tentou deter o homem, mas ele conseguiu fugir. De acordo com a secretaria, a mulher ficou ferida no rosto e foi encaminhada ao hospital Pérola Byington, onde funciona o Centro de Referência da Saúde da Mulher. O caso foi encaminhado à Delpom (Delegacia de Polícia do Metropolitano), responsável pelas ocorrências no Metrô.

A investigação, segundo o Metrô, está sendo feita pela polícia.

"O Metrô recomenda que qualquer comportamento inadequado percebido pelos passageiros seja imediatamente comunicado a um funcionário do Metrô para as providências cabíveis", informou a empresa por meio de nota.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddToAny

Seguidores