Sem Carpegiani e com Rivaldo, São Paulo derrota o Cruzeiro

Gol de Dagoberto | Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress
Com informações Folha Uol/SP

No primeiro jogo sem Paulo César Carpegiani, o São Paulo derrotou o Cruzeiro na noite deste sábado, por 2 a 1, no Morumbi, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro, e acabou com uma série de três derrotas consecutivas.

A equipe paulista foi comandada pelo auxiliar-técnico Milton Cruz. Dagoberto e Marlos, com um gol em cada tempo, garantiram a vitória. Wallyson descontou. Um dos destaques da partida foi o meia Rivaldo, que foi titular e participou dos dois gols.
Com este triunfo, o São Paulo chegou aos 18 pontos e ocupa, momentaneamente, a segunda colocação --pode ser ultrapassado pelo Flamengo, que joga neste domingo, contra o Fluminense.

Já Joel Santana conheceu sua primeira derrota no comando do Cruzeiro, depois de três vitorias seguidas. O time mineiro ocupa a 10ª colocação, com 11 pontos. Na próxima rodada do Nacional, o São Paulo vai até Porto Alegre enfrentar o Internacional, no estádio Beira-Rio, enquanto o time mineiro recebe o Bahia, na Arena do Jacaré.

O JOGO
Carpegiani foi muito questionado por não escalar Rivaldo como titular durante seu trabalho no São Paulo. Milton Cruz, ao contrário, não perdeu a chance de contar com o jogador em seu time. O meia ganhou a armação de jogo da equipe, com Marlos e Dagoberto no ataque.

E o trio deu resultado aos 20min da primeira etapa. Após tabelar com Rivaldo, Marlos invadiu a área e cruzou para Dagoberto, no centro da área, empurrar para as redes. Foi a primeira chance real de gol dos mandantes, muito bem aproveitada.

O Cruzeiro, por sua vez, investia nas jogadas pelos lados e na velocidade de Montillo. Mas o time mineiro só teve um início veloz. Depois, caiu de produção e, quando chegou, falhou no passe final. Wallyson e Thiago Ribeiro fizeram pouco no ataque.

Mais solto em campo, o São Paulo criou as melhores chances, sobretudo na velocidade de Dagoberto. Mas o goleiro Fábio não teve tanto trabalho no primeiro tempo. Depois do intervalo, em outra jogada de Rivaldo, a equipe da casa aumentou a vantagem.

Antes do primeiro minuto, o meia achou Marlos no meio da defesa do Cruzeiro e o jogador não desperdiçou a chance para aumentar a vantagem com um chute forte. Joel Santana deixou seu time mais ofensivo ao sacar Vitor e colocar Roger. Mas a equipe tricolor continuou melhor, com boa movimentação no meio de campo e toques rápidos e envolventes.

Joel tentou outra cartada: trocou Thiago Ribeiro por Ortigoza. Em menos de um minuto, a alteração deu resultado. Ortigoza cruzou rasteiro da direita e Wallyson, sem marcação, diminuiu o placar. O time mineiro foi ao ataque e o São Paulo recuou. Apesar da apreensão, conseguiu se segurar e alcançou a vitória depois de três derrotas consecutivas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddToAny

Seguidores