Piso de docente motiva greve em 19 Estados

Professores de escolas públicas de pelo menos 19 Estados, além do Distrito Federal, pararam ontem as atividades para pedir o cumprimento da lei que estabelece piso salarial. Segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), que organizou o protesto, houve paralisações envolvendo 17 redes estaduais e 25 municipais em Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Minas, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Tocantins, Rondônia e Sergipe. (Leia mais)

Em Alagoas, cerca de 240 mil alunos ficaram sem aula. Na Bahia, foram 3 milhões - segundo informações do sindicato, 120 mil docentes das redes estadual e municipais pararam. No Rio Grande do Sul, apenas os municípios de Pelotas e Rio Grande paralisaram as aulas.

A Lei do Piso foi sancionada em 2008 e determinou que nenhum professor da rede pública com formação de nível médio e carga horária de 40 horas semanais pode ganhar menos que R$ 950. O valor do piso corrigido para 2011 é R$ 1.187. 
Por: Tiago Décimo e Elder Ogliari - O Estado de S.Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddToAny

Seguidores