VISÃO POLÍTICA | Venâncio diz que 'máfia' da federação de futebol quer novo mandato

Foto: Agência Alese
A eleição para a escolha da diretoria da Federação Sergipana de Futebol (FSF) foi duramente criticada hoje, 25.8, pelo líder da oposição, deputado estadual Venâncio Fonseca. O parlamentar citou a publicação em jornal do edital que convoca para assembleia geral extraordinária eletiva na entidade, marcada para o dia 12 de setembro. “A máfia da federação quer continuar, não quer largar, são mais de vinte e três anos no poder”, comentou. (Leia mais)


O deputado estranha o fato do presidente da federação, Carivaldo Souza, não receber salário e querer permanecer tanto tempo à frente da entidade. “É muito amor, pois não recebe nada”, afirmou. O parlamentar criticou a premiação paga aos jogadores que se destacaram na temporada. Venâncio disse que Ivan, goleiro do São Domingos, foi escolhido o melhor da posição em 2011, em solenidade que ocorreu em 13 de junho, e teve a promessa de receber R$ 3 mil da construtora Nassal.

“Na época recebeu o troféu e não recebeu o cheque. Foi chamado no dia três de agosto e recebeu mil reais, com cheque da federação. Recebeu cheque de mil reais para setembro e mais mil em cheque para três de outubro. E cadê o cheque da Nassal? E o dinheiro da construtora? Quem explica”, indagou Venâncio, que exige uma posição da FSF.

“Se a construtora pagou ou não pagou, alguem explique. O premio foi anunciado na festa da Federação Sergipana e agora dividem em três cheques. Espero que expliquem onde foi parar o cheque da Nassal. É essa administração quer continuar. O campeonato (de 2012) já está liquidado, falido. A FSF virou um balcão de negócios e casa de agiotagem”, concluiu o parlamentar.

Por: Dílson Ramos da Agência Alese

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddToAny

Seguidores