ESPORTE | Mano prepara mudanças no time que pega Gana para frear piadas

O técnico Mano Menezes durante treino da seleção
brasileira em Londres | Foto: Reprodução internet

A seleção brasileira vive dias que não condizem com sua história de potência do futebol internacional. Segunda-feira enfrenta Gana, em Londres, num amistoso que foi arrumado às pressas, depois que o Egito desistiu de enfrentar o Brasil no Cairo.

A partida será no acanhado Craven Cottage, com capacidade para 25 mil pessoas, casa do modesto Fulham FC. Jogadores como Thiago Silva e Júlio César queixaram-se das piadas de companheiros de clube (do Milan e da Inter, respectivamente) por causa do desempenho do Brasil.


Os recentes resultados justificam o "rebaixamento" da seleção no cenário mundial. O time não passou das quartas de final da Copa América --ganhou só uma das quatro partidas que disputou.

Depois, foi derrotado pela Alemanha --por 3 a 2, em Stuttgart-- num jogo em que foi amplamente dominado, como admitiram Mano Menezes e vários jogadores. Essa série derrubou o Brasil no ranking da Fifa: é o sexto, pior posição desde setembro de 2008, quando o time de Dunga sofria nas eliminatórias para a Copa-2010.

É a primeira vez na história do ranking que o Brasil está atrás, por exemplo, do Uruguai, o campeão da Copa América na Argentina. Gana, no 36º lugar, é a segunda seleção africana mais bem colocada, atrás do Egito (34º).

O desinteresse pela seleção também pode ser medido pelo preço dos ingressos: sai mais barato ver Brasil x Gana (R$ 80 o bilhete mais caro) do que Fulham x Blackburn Rovers, pelo Campeonato Inglês (R$ 93 a mesma entrada).

Os preços são muito mais baixos do que os praticados quando a seleção atua no Brasil. Os ingressos para os amistosos contra Holanda e Romênia, em Goiânia e São Paulo, respectivamente, custavam entre R$ 150 e R$ 800. Até sábado ainda havia bilhetes à venda em Londres.

MUDANÇAS
Para recuperar a imagem do Brasil, e também um pouco do próprio prestígio, Mano Menezes vai mexer em todos os setores do time. Na lateral esquerda, Marcelo ganha sua primeira chance como titular, já que André Santos nem convocado foi.

No meio, Fernandinho será o outro volante, ao lado de Lucas Leiva, no lugar que historicamente é de Ramires. E, no ataque, Ronaldinho e Leandro Damião são as novas velhas apostas do treinador.

Os dois, que já tiveram chances antes com Mano, agora voltam nas vagas que o técnico sempre reservou para Robinho e Alexandre Pato. Paulo Henrique Ganso, que foi barrado do último amistoso, ganha uma outra chance depois de boas atuações pelo Santos no Brasileiro.

Fonte: Folha Uol

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddToAny

Seguidores