Médicos suspendem atendimento em alguns planos de saúde

O protesto acontece em 23 estados para chamar a atenção das operadoras sobre a campanha da categoria.

Nesta quarta-feira, dia 21, o Sindicato dos médicos faz um alerta aos usuários de alguns planos de saúde. É que por determinação geral das Entidades Médicas Nacionais, os médicos de Sergipe numa consonância ao movimento nacional, estão paralisando no dia de hoje em seus consultórios as consultas conveniadas que não pertençam ao Grupo UNIDAS (que congregam 22 planos) e ao Ipesaúde.


No último dia 15, houve uma coletiva na Sociedade Médica com representantes das Entidades Médicas e com a Comissão de Honorários Médicos, que detém a competência para representar os médicos neste assunto, para dar explicações a toda à população sobre a paralisação. É bom ressaltar que os serviços de urgência e emergência o atendimento para os usuários de qualquer plano, está normal. A paralisação somente se dará nos consultórios médicos, onde as consultas marcadas e as cirurgias eletivas serão remarcadas.

De acordo com o presidente da Comissão de Honorários médicos Emerson Costa, "este ano terá uma diferença; haverá atendimento aos credenciados ao Ipesaúde e ao grupo Unidas, que congrega 22 operadoras de planos de saúde, porque estes fecharam acordo com os médicos, estabelecendo o valor da consulta em R$ 60,00. Os demais planos que são inúmeros terão o seu atendimento suspenso em nossos consultórios, a exemplo da Plamed, Hapvida, Unimed, Deso, G.Barbosa, GEAP,Fusex, entre outros", disse.

Unidas - Assec/Cheop, Assefaz, Cagipe, Camed, Capesesp, Casec, Casembrapa, Casse (Banese), Cassi (Banco do Brasil), Cassind, Correios, Embratel, Fachesf, Fassincra, Pasa, Petrobras Distribuidora, Plan-assiste, Prosa, Saúde Caixa (Caixa Econômica Federal) e Sesef.

Ascom Sindimed

Fonte Matéria: Portal Itnet

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddToAny

Seguidores